sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Balanço de 2014



É gente... mais um ano se foi! E como passou rápido! Isso me faz ter cada dia mais certeza do que importa de verdade na vida, pelo menos pra mim. Encerro o ano feliz! Muita coisa aconteceu, muita coisa mudou. Dentro e fora de mim. Alguns momentos bastante difíceis, mas sem dúvida foi um ano de muito crescimento. Me sinto cada vez mais madura e no caminho certo - afinal, se a felicidade é um caminho, tenho percorrido o meu de maneira bastante satisfatória em alguns sentidos :D

Como fiz ano passado (Resoluções de ano novo?!), este ano também vou analisar cada um dos objetivos que tracei antes de traçar novos:
  • "Formar" - sim, formei! A colação será em janeiro, mas falta apenas isso e também já passei na OAB \o/
  • "Fazer uma boa monografia" - eu gostei muito de escrever e considero que minha monografia ficou boa. Fora que não poderia ser mais atual: falei sobre a Lei de Anistia justamente no ano em que o Golpe Militar completou 50 anos!
  • "Estudar uma outra língua" - é... não foi dessa vez. E concluí recentemente que fico nervosa quando falo inglês com nativos, então preciso melhorar minha confiança com o inglês antes de partir pra próxima língua.
  • "Viajar" - não foi tanto quanto gostaria, estou precisando mesmo de uma viagem diferente (mas esse ano peguei minha primeira carona \o/ Fui pra Petrópolis - que é perto-, mas mesmo assim foi muito massa! Quero mais!)
  • "Ler, ler, ler" - isso nem preciso comentar, li bastante esse ano, mas quero aumentar ainda mais.
  • "Estudar fotografia" - infelizmente me distanciei um pouco. Continuo apaixonada por essa arte e por isso decidi vender minha câmera e comprar uma menor pra andar com ela na bolsa e não perder nenhum clique! A Lisbela tem ficado muito guardada e não faz sentido manter um objeto - por melhor que ele seja ou por mais que gostemos dele - se não o utilizamos devidamente.
  • "Poupar" - isso até que é fácil pra mim, já que cada dia mais eu tenho preguiça de comprar. Sempre penso 10 vezes antes de gastar meu dinheiro com coisas que não preciso).
  • "Continuar me dedicando aos relacionamentos, cultivar amizades etc" - isso já é algo que faz parte de mim e do que quero pra minha vida. 
  • "Continuar com o yoga e a corrida, talvez fazer uma outra coisa" - Com o yoga eu continuei. Infelizmente não com a corrida. Mas comecei a fazer natação e não poderia ter escolhido um esporte melhor pra mim!
  • "Continuar minimalizando" - as vezes me sinto um peixe fora d'água nessa sociedade consumista louca... Sinto que o minimalismo vai ser sempre uma base forte a me guiar pela vida.
  • "Preparar surpresinhas para esse bloguinho que tanto amo" - embora eu tenha negligenciado um pouco o blog nesse último mês e meio, o ano de maneira geral foi bom. Inclusive criei uma página no facebook (Miscelânea)
  • "Me tornar uma pessoa melhor" - bom, como já disse ano passado, este é um objetivo de vida e vou estar sempre buscando isso. 
  • "Um ano sem compras" - durou uns 6 meses. Mas eu não desisti porque caí em tentação. Desisti porque não era um desafio tão difícil pra mim. Quem faz isso, pelo que vejo, geralmente tem problemas pra controlar o ímpeto de comprar. Eu não sou assim. Felizmente. Gosto muito da forma como lido com isso: sempre que vejo algo que quero muito, não compro; se ficar na minha cabeça martelando por dias eu volto e, se ainda estiver na loja, compro. Em geral, eu perco a vontade. Ou seja, funciona bastante bem hahahah
Colocando tudo na balança, parece que me saí relativamente bem. Algumas coisas mudaram ao longo do ano e, com isso, alguns objetivos também. Mas gosto de pensar que não faço resoluções fechadas. Elas servem mais como um norte, me fazem pensar como tenho vivido meus dias e se estou no caminho que gostaria de estar. O que importa mesmo é que estou feliz com o meu ano. 

As resoluções de 2015 ficam para o próximo post, que virá em breve :)

3 comentários:

  1. Grande ano pra ti, mari!
    valeu por compartilhar seus aprendizados, sonhos e anseios de forma tão inspiradora. ^-^

    ResponderExcluir

What you share with the world is what it keeps of you - O que você compartilha com o mundo é o que o mundo guarda de você.